Masterclass com a primeira bailarina do Royal Ballet

Mayara Magri, nossa ex aluna, veio diretamente de Londres para dar uma aula na Petite

Fotos: Fernando Ferreira

Uma sala cheia, pessoas acompanhando a aula on-line de todas as partes do Brasil e do mundo, muita inspiração e emoção. Assim foi a visita da nossa ex-aluna Mayara Magri à nossa unidade da Tijuca. O mesmo lugar onde há anos atrás era ela quem estava usando uniforme e aprendendo com outros mestres.

Quando soube que viria passar um período de férias no Brasil, Mayara entrou em contato com nossa Diretora Artística e fundadora da Petite, Nelma Darzi: “Tia, quero dar uma aula na escola. Vamos combinar?”. Sim, até hoje ela a chama de “tia”, sinal de que os vínculos e o carinho permanecem como se os dias não tivessem passado.

Mayara Magri é pura potência, inspiração e arte nos palcos, mas no dia a dia ainda cultiva sua personalidade que costumávamos ver pelos corredores da escola: muita humildade, simpatia e vontade de trocar experiências com as novas gerações.

Nossos alunos – e até mesmo alunos de outras escolas que vieram aproveitar essa oportunidade – tiveram a honra de um encontro completo. Foram 1h30 de aula completa, com barra e centro, e 30 minutos de bate-papo, respondendo as principais dúvidas dos jovens bailarinos.

“Quando você vai assistir a um ballet, é preciso olhar além da técnica. Claro que a técnica precisa estar confiante e firme, mas não é tudo. O diferencial está na maneira que você age, que você entra no palco, como você agradece, no carisma que você gera. Ajuda muito tentar assistir sem criticar tanto a técnica e tentar perceber o que essa pessoa tem de diferente. Isso é algo que vocês podem estar buscando desde já”, explicou Mayara.

Ao final da Masterclass, nossos alunos que irão competir no Festival de Dança de Joinville ainda tiveram a incrível oportunidade de terem o ensaio assistido por Mayara e por Matthew Ball, seu namorado e também primeiro bailarino do Royal Ballet de Londres. E claro: com direito a correções e observações de ouro! É ou não é muito privilégio?

Obrigada por tudo, Mayara e Matthew! Seguimos acompanhando vocês sempre e torcendo por mais e mais conquistas e sucesso!

WhatsApp
Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.