De primeira bailarina a dona de uma marca de moda de dança: Conheça a história de Marot Badr

“Acredito que a gente consiga chegar num ótimo lugar dentro do ballet mesmo não seguindo carreira profissional”, diz a dona da loja Ma Ballet Shop.

Após se tornar primeira bailarina em sua escola, Marot Badr abriu uma loja de ballet em 2017: a Ma Ballet Shop, com loja física no Rio de Janeiro e loja online para todo o Brasil. Conversamos com Marot para descobrir sua história com a dança e como foi abrir sua loja, além disso ela listou suas três grandes inspirações e o que espera para o futuro do ballet.

A história da primeira bailarina

Marot – ou Ma, como é mais conhecida – começou a dançar com 4 anos de idade quando acompanhava as aulas de sua mãe, que é formada em dança flamenca e sapateado. Até seus 15 anos, Ma morou em Rio Bonito, interior do Rio de Janeiro, e depois se mudou para Niterói; antes de se mudar, ela ia toda terça e quinta até Niterói só para fazer suas aulas de ballet. “Nunca sonhei em ser bailarina profissional, mas também nunca parei de dançar”, conta Marot.

Além do ballet, Marot é formada em Engenharia, área na qual trabalhou durante dois anos. Em seu último ano na faculdade, ela se tornou primeira bailarina na Petrouchka Escola de Ballet. “É uma escola amadora, mas competimos contra profissionais em festivais. Todo mundo lá tem uma outra profissão, mas sempre levamos a sério os ensaios”, explica.

Marot Badr é primeira bailarina numa escola amadora que participa de competições e festivais contra companhias profissionais.

Enquanto Marot crescia no mundo do ballet, nas redes sociais ela compartilhava sua vida de bailarina. Ela foi demitida da empresa que trabalhava na área de Engenharia e tempos depois teve a iniciativa de abrir sua loja. Foi o empurrão que faltava para ela mudar de vida! “Ser primeira bailarina amadora é muito desafiador, pois você precisa se dedicar. Estou feliz por ter encontrado esse caminho na dança e hoje eu me realizo muito profissionalmente dentro da minha empresa, a Ma Ballet!”, comemora Ma.

Inauguração da Ma Ballet Shop

A empresa de Marot, a Ma Ballet Shop, começou como um perfil paralelo da bailarina no Instagram para ela dividir um pouco da sua experiência, dicas e opiniões dentro do mundo da dança. Com o crescimento na rede social, as marcas que vendiam produtos de ballet começaram a procurar Marot para fazer parcerias; e tudo isso enquanto estava se formando na área da engenharia.

“Um dia uma grande marca do mercado de ballet lançou uma sapatilha de ponta e os bailarinos foram até essa minha conta perguntar quando que elas chegariam às lojas físicas. Fui falar com esta marca e descobri que eles não tinham um site, então descobri o meu lado empreendedor e propus à marca revender pelo Instagram e eles aceitaram! No final vendi bastante, a marca gostou e outras do mercado do ballet me procuraram para fazer parcerias como esta”, explica Marot ao contar como sua loja começou.

Através de sua loja, Marot acredita estar acrescentando na dança algo que ninguém nunca viu: “Hoje ainda estudo bastante para lançar novos produtos na loja, mas gostaria de ter uma loja completa para a bailarina na dança e no seu dia a dia”. Marot vende, para todos os tipos de bailarinas, produtos como: bolsas, acessórios, collants e saias para todos os tamanhos e muito mais; além disso, na Ma Ballet você pode fazer fitting de sapatilhas de ponta, um serviço que ajuda a bailarina a encontrar a melhor sapatilha para ela. Para conhecer o site da loja e seus produtos acesse: https://www.maballetshop.com.br/.

“Estou sempre criando para acrescentar na vida de um bailarino.”

– Marot Badr

Marot Badr criou a Ma Ballet Shop, em 2017, com o foco em ajudar bailarinos através de seus serviços e produtos.
Inspirações para um futuro brilhante

Marot lista três grandes inspirações que a ajudam a tornar sua loja cada dia melhor para seus clientes, são eles: seus pais, que a ensinam sobre o mundo dos negócios e como crescer no empreendedorismo; Steve Jobs, que a ajuda a sempre pensar fora da caixa; e Marianela Nuñez, que mostra como trabalhar a leveza junto com a força.

A primeira bailarina da Petrouchka acredita que o futuro do ballet será estar ainda mais envolvido na sociedade por meio das redes sociais que, segundo ela, quebraram um pouco da rigidez que definia o Ballet Clássico. “O ballet adulto passa a ser mais visto, assim como o amador; hoje também vejo uma maior aceitação do plus size na modalidade”, diz Marot.

A Ma Ballet Shop oferece produtos para todos os tipos de corpos presentes na dança, trazendo uma aceitação ao plus size dentro do Ballet.

A Ma Ballet Shop é a patrocinadora master do Curso de Férias de 2022 da Petite Danse que acontece de 10 a 28 de janeiro.

WhatsApp
Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.