Como se cria um espetáculo de dança?

Aqui na Petite o nosso espetáculo de fim de ano é um grande marco sempre com figurinos, roteiro, músicas, coreografias e cenários elaborados com extremo cuidado para que tudo seja mágico!

A maioria da escolas de dança criam espetáculos de final de ano para oferecer a oportunidade de seus alunos experimentarem a vivência artística e mostrar no palco tudo que aprenderam durante aquele período. Aqui na Petite amamos cada momento do evento: desde o início do planejamento até as palmas da plateia, por isso, vamos compartilhar como nós criamos esse momento tão especial. Convidamos nossa diretora artística, Nelma Darzi, para contar como é feito o processo de criação de espetáculos aqui na escola e esse conteúdo tá cheio de dicas incríveis! Aproveite a leitura!

A primeira etapa é escolher o tema do espetáculo, desenvolver o roteiro e fazer um planejamento de custo, onde é previsto gasto financeiro ao longo da produção do espetáculo e quanto será cobrado na venda de ingressos e na taxa de inscrição dos alunos. Já o segundo passo, é distribuir as turmas trabalhando na divisão de coreografias de cada uma e às vezes unindo mais de uma turma na mesma coreografia para deixar o palco mais potente. Cada coreografia tem o seu processo de desenvolvimento de tema, que é diferente do espetáculo, mas precisa estar alinhado ao tema maior, criando uma continuidade ao longo das apresentações.

Para cada professor começar o processo de criação coreográfica é necessário ter a trilha sonora, que é a terceira etapa do processo de criação do espetáculo, na qual você monta uma playlist com as músicas que serão usadas na apresentação. “Eu conto muito com a participação dos professores nesta etapa”, diz Nelma.

É fundamental ter os professores e a equipe da escola trabalhando em conjunto durante o processo de criação do espetáculo, afinal todo o engajamento da equipe vai resultar no sucesso no dia de apresentação. “Manter os professores motivados é importante e eu faço isso dando liberdade para eles apresentarem suas ideias ao longo do processo de desenvolvimento”, explica a diretora.

Para criar um espetáculo de dança perfeito é importante seguir cada etapa do processo de criação para não deixar passar nenhum detalhe

Após escolher as músicas, começam as composições das coreografias e os ensaios. Enquanto isso, é iniciado o trabalho dos figurinos e da cenografia, que são uma etapa importante da produção. “Neste momento, são apresentados os layouts do cenários e os protótipos dos figurinos e vemos como eles se encaixam na história”, conta.

O próximo passo é o acompanhamento das coreografias para ver como elas estão sendo desenvolvidas artisticamente, se a técnica utilizada está no nível adequado para a turma e se funcionam levando em conta cenário e figurino. Por fim, começam as vendas de ingressos, com um ou dois meses de antecedência da apresentação. Nelma também reforça que a confecção das camisas do espetáculo e dos banners para o teatro ajudam muito na divulgação da escola aproveitando a oportunidade do evento.

Faltando menos de um mês, é necessário estar com o cenário e figurinos prontos. Nelma conta como se preparam na etapa final: “Quando estamos perto da data do espetáculo, fazemos os ensaios gerais, onde fazemos toda a ligação da história de uma coreografia para a outra através da inclusão de personagens e teatro. Além disso, nos ensaios gerais, o iluminador desenvolve o mapa de luzes que serão usadas na apresentação.”

Nelma diz que gosta de se inspirar para criar espetáculos através de filmes, documentários, teatro, músicas, conversas, livros e muito mais do setor cultural; tudo a sua volta a ajuda a montar a história que será contada nos palcos. “A inspiração vem de todos os lugares, por isso, todo mundo que trabalha com criação tem que ter a mente aberta.”

A principal dica que Nelma dá para quem for montar um espetáculo é passar a frequentar o setor cultural sem preconceito, pois você pode se inspirar com o que está vendo, ouvindo ou sentindo. Outro ponto importante para a criação de um espetáculo é se planejar com antecedência: “Se for realizar a apresentação em dezembro, é bom começar a planejar em março.”

“Quando acaba o espetáculo, eu já começo a pensar no do ano seguinte.”

– Nelma Darzi

Nelma também contou que, durante a apresentação, anota tudo o que gostou e o que não gostou para dar um feedback completo para os professores. “Isso ajuda para o ano seguinte, tudo o que analisamos que deu errado, corrigimos para na próxima dar certo e ser ainda melhor; mas quando você trabalha harmonicamente com toda a equipe, o resultado é satisfatório e sentimos felicidade de cumprir a missão”, conta sobre a sensação que vem após o espetáculo.

Sobre o dia seguinte do espetáculo, Nelma disse que gostam de fazer uma confraternização onde falam sobre tudo o que aconteceu e premiam as melhores coreografias. “Ao invés de criar uma competição entre os professores, gera uma motivação para o próximo ano.”

Para entrar no clima de espetáculos, assista o nosso vídeo sobre os bastidores da apresentação de gala de 2020:

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale com a gente
Enviar via whatsapp